Cuidado com o peso das mochilas das crianças

Quarta, 30 Maio 2018

Mochilas escolares podem causar vários problemas nas crianças e não é só na coluna não, o peso excessivo pode também trazer problemas para os ombros, joelhos e quadris.

Para evitar qualquer tipo de problema, algumas medidas devem ser tomadas, confiram:

Certifique-se de que os itens que o seu filho leva na mochila são realmente necessários.
Dê preferência para alças acolchoadas.
A mochila deve ajustar-se à coluna sem folga. Ela solta puxa o corpo para trás, forçando os músculos e fazendo a criança curvar os ombros.
Objetos mais pesados devem ficar no espaço principal.
O fundo da mochila deve estar na altura da curva lombar, nunca a mais de 10 cm abaixo da região da cintura.
Não deixe a criança levar a mochila em uma única alça, sobrecarregando apenas um dos ombros.
Peso total da mochila não pode ultrapassar 10% do peso da criança.
Mochila de rodinhas é uma excelente solução, mas atenção: a alça tem de estar regulada de forma que a coluna fique reta, para não sobrecarregar os quadris e os joelhos.

Dicas de como aliviar o peso das mochilas:
– Para aliviar o peso, opte por alguns cadernos finos e leve um ou dois por dia, ao invés de carregar todos os dias cadernos grossos.
– O peso da mochila não deve ultrapassar 10% do peso da pessoa, seja qual for a idade.
– Faça pausas no caminho quando se anda muito com a mochila pode evitar desconforto.
– Use alças sempre apoiadas nos dois ombros e escolha modelos com alças acolchoadas, reguláveis e largas (mas não mais que os ombros).

Consequências negativas – danos que podem acarretar à saúde o hábito de carregar mochilas pesadas:

– Lombalgia – dor na região lombar (parte debaixo das costas).
– Sobrecarga – sobrecarga nas articulações dos tornozelos e do quadril.
– Bursite – inflamação nos ombros.
– Postura errada – alterações na postura, como pender mais para um dos lados ou para a frente.
– Inflamações – inflamações nas articulações dos joelhos.

 


Conheça mais sobre o autor

Mais nesta categoria: « O desejo de ser mãe Acupuntura »